HERANÇA

PATRIMÔNIO

IMG_8970.jpg
IMG_0335.JPG
 

UMA HISTÓRIA DE RESPEITO E DIVERSIDADE

Mais importantes do que seus empreendimentos e as suas empresas, o que mais marcou a vida do conde italiano Francesco Matarazzo foram seus atos. Foi ele o fundador do Hospital Umberto I e da Maternidade Condessa Filomena Matarazzo, mais conhecido como Hospital Matarazzo, em 1904, com o intuito de prestar assistência à grande comunidade italiana que, ao lado de outros imigrantes, construiu o que viria a ser a maior e mais efervescente capital cultural da América Latina: São Paulo. Ele o fez guiado pelo respeito à cidade que o acolheu e às pessoas que, a seu lado, o ajudaram a construir o seu império.

 
 
 
 

Uma visão de mundo que, anos mais tarde, acabou por uni-lo a outro visionário, o francês Alexandre Allard, um especialista na customização de bens e marcas de luxo e responsável por projetos bem-sucedidos de revitalização de propriedades históricas, como os hotéis parisienses Royal Monceau, Pourtalès e The Peninsula.

Com sua visão de futuro e respeito pelo passado, Allard enxergou no antigo hospital abandonado, num terreno de mais de 30 mil m2, ao lado da mais paulista das avenidas, uma oportunidade de resgatar o passado e ajudar a construir a São Paulo do futuro, baseada nos valores da própria história e cultura. O empreendimento Matarazzo é muito mais do que um complexo hoteleiro de luxo, é um novo endereço do Brasil no mundo. Um berço das artes, da nossa história, da nossa cultura.